Encontro com a Neurociência: Criatividade em Foco

Ontem, no Instituto Evoluser – Educação Corporativa, tivemos o primeiro “Encontro com a Neurociência” cujo tema desenvolvido foi CRIATIVIDADE. Com sala cheia, a palestra durou 90 minutos e a sessão de perguntas se estendeu por mais 30′. Agradeço a presença de todos!

Nossa intenção é repetir estes encontros a cada dois meses como parte da iniciativa de engajar a Inédita em causas sociais. Neste evento, foram recolhidos alimentos que serão destinados à Casa De Amparo Tia Marly (www.casatiamarly.org.br). Em breve, vamos fazer a entrega das doações oferecidas por nossos convidados e publicaremos as fotos.

Voltando ao tema da palestra, vou copiar aqui uma síntese sobre o que conversamos ontem. Espero que seja útil tanto para quem foi quanto para quem não pode estar conosco desta vez!

CRIATIVIDADE

De todas as capacidades humanas aquela que mais nos diferencia dos outros animais é nossa capacidade criativa. Foi por causa de nossa criatividade que descobrimos formas de fazer algo diferente e mais eficientemente. O mundo no qual vivemos foi drasticamente modificado através de nossa criatividade. Mas por que algumas pessoas parecem mais criativas que outras?

Isso é ainda um mistério para a ciência mas o que já se sabe é que algumas coisas são muito importantes para que nossa criatividade seja estimulada. Primeiro, nosso estado emocional. Precisamos nos sentir confiantes e motivados. Nossa confiança vem de bons resultados que atingimos. Assim, precisamos nos permitir tentar para acertar ou errar. Além disso, não podemos nos sentir ameaçados. Um ambiente ameaçador ativa áreas no nosso cérebro que vão ativar comportamentos nossos que são comportamentos de preservação. Nestas situações é muito mais fácil usarmos estratégias antigas do que criar novas soluções. Assim, medo de perder o emprego ou repetir de ano são inimigos da nossa criatividade. Se quisermos mesmo ser criativos, precisamos dar tranquilidade ao nosso cérebro para que ele possa criar. Além disso, nossa motivação está diretamente relacionada com o quanto gostamos do que estamos fazendo e das recompensas que conseguimos quando atingimos nossos objetivos. Estas recompensas vão desde elogios até melhores salários. Mesmo quando elas não vêm de fora, nós mesmos podemos melhorar nossas recompensas se estivermos atentos a esta necessidade e valorizarmos nossos esforços e resultados.

Além dessas questões emocionais, a criatividade também é muito maior em situações em que temos grande experiência e conhecimento associados a coisas novas para estimular novos pensamentos. Assim, estudar sobre diferentes assuntos e treinar a agilidade mental ajuda a fazer novas conexões neurais e isso significa: EUREKA. Viver situações diferentes com pessoas que pensam, agem e conhecem coisas diferentes de você pode ser muito bom para a sua criatividade. Porque um resultado inovador e criativo vem de novas conexões que seu cérebro faz entre coisas que antes não estavam conectadas daquela forma.

Outra coisa que pode ajudar muito é o treino cerebral. Especialmente tarefas que necessitem usar nossa capacidade de reter um conjunto grande de informações na mente simultaneamente. Esta capacidade é chamada de memória de trabalho e há diferentes formas de estimularmos esta capacidade.

Assim, ser criativo é ter pensamentos ágeis, ser curioso e motivado e ter a cabeça tranquila. Perseguir isto pode não ser muito fácil mas é uma estratégia certeira para melhorar sua performance criativa.

Espero todos vocês lá no nosso próximo encontro!

Um abraço!

One Comment

  1. Mercedes
      julho 18, 2014 at 11:07 PM

    Gratidão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.