Não abra mão da amizade

cartas_de_amizade

 

Em muitos momentos da nossa vida somos tomados por um desânimo sobre a natureza das pessoas. Gostaríamos que “fulano” fosse assim, “sicrano” fizesse deste jeito e, com tantas vontades frustradas, muitas vezes nos afastamos das pessoas.

Diante disso, abrimos mão de amizades antigas por causa de um mal entendido o qual nem recordamos o que aconteceu de fato. E optamos por ficarmos solitários para não ter que lidar com as pessoas. Muitos de nós fazemos dos animais de estimação, nossos melhores amigos, porque a única frustração que eles poderão nos causar será uma desobediência sem importância.

Mas será que podemos abrir mão de amigos humanos? Mesmo com tantas dificuldades, será que um ser humano pode ser realmente feliz na solidão? E solidão não é o mesmo que estar só. Eu posso passar o dia só, caminhando sozinho pela rua ou ir ao cinema, mas saber que tenho pessoas que nutrem por mim um verdadeiro sentimento de amizade dá valor à minha vida.

Ter um amigo é muito bom porque ao sabermos da existência de alguém para quem fazemos diferença, sabemos que passamos por esta vida plantando e colhendo. Que tal procurar um velho amigo hoje que faz tempo que você não vê?

 

Texto originalmente publicado em 18/05/2015 em: http://metodosupera.com.br/saude-mental/nao-abra-mao-da-amizade/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.